Doce Âmbar


DOCE ÂMBAR

Ela tem uma cor turva…
Meio castanha…
Toda oriunda.
Meio amarelada…
De cheiro suave,
Um aroma sublime…
Em minhas mãos…
Ela se liquefaz,
E em meus lábios…
Ela se refaz…
Ah! Minha doce âmbar.

Carlos Jorge, 17 de maio de 2009

Anúncios

Uma resposta to “Doce Âmbar”

  1. Maria Barros Says:

    Uauuuuuu!!! Poema lindinho!!! Vê se ñ deixa mais de postar poemas seus aqui…São lindos!

    PARABÉNS!

    Bjinhusss da amiga, Maria Barros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: