O Andarilho VII: “O Dia Seguinte”

O ANDARILHO VII: “O DIA SEGUINTE”

No silêncio de seu pensamento,
A sua prece foi atendida.
E com o seu consentimento
Começa a decadência do Sol.
O Andarilho continua a caminhar,
Nem o adormecer do astro rei
Faz o errante se admirar.
Não há motivos para espanto
Tal cena se repete infinitas vezes,
Pelo menos por enquanto…
E ao levantar do doce luar
Seus passos começam a diminuir,
E sua cautela começa a dobrar.
O Andarilho não precisa dormir
Pois um presságio ele sente…
E seu coração mais forte palpita
Há uma farpa em sua mente,
Pelo amanhã ele anseia,
Pelo destino ele está a esperar,
Poderá ser a sua última ceia…
O dia seguinte poderá te matar.

18 de agosto de 2009

Anúncios

Uma resposta to “O Andarilho VII: “O Dia Seguinte””

  1. Maria Barros Says:

    A farpa na mente dele só pode ser VC…, tadinho dele!!! Como sofre! Tenha piedade do pobrezinho!!!
    Mas estou adorando a volta do Andarilho!! ADORO ELE!!!
    Tá muito show o texto!!!! PARABÉNS!!!!!!!!

    Bjinhusss da amiga, Maria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: