Quando eu me indago

QUANDO EU ME INDAGO

Qual é o real motivo?
É para isso que eu vivo?
Eu tentei me apartar da solidão
Tentei descongelar meu coração…
Mas o que há comigo então?
Porque a minha alma diz que não?

Estou certo que já percebo…
O que se passa comigo.
Absorvo tudo que recebo…
Este é meu pior inimigo.
Por isso eu vivo com medo…
Por isso eu não me instigo.

Agora preciso GRITAR!

ESTOU FICANDO FRIO,
ESTÁ TUDO FICANDO ESCURO,
MINHA MENTE ESTÁ TALHADA,
NÃO CONSIGO ENTENDER O MUNDO…
EU QUERO SER NORMAL,
NÃO QUERO SER UM VEGETAL!

Carlos Jorge, 5 de Março de 2009

Uma resposta para “Quando eu me indago”

  1. Maria Barros Says:

    Jill, maravilhoso esse poema vindo de seu Eu interior!!! Vc anda questionando muito esse seu lado e isso já é o mais importante, sabia?
    Mas ainda lhe digo que na sua idade isso tudo é muuito natural…
    Lindo mesmo o seu poema!!! ADOREI!

    Bjinhusss da amiga, Maria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: