Soneto das Borboletas


SONETO DAS BORBOLETAS
Autor:
Carlos Jorge

Borboletas flutuam por toda parte

Algumas descansam em mim

Elas parecem obras de arte

Todas juntas enfeitam o vergel

Elas batem asas, e voa desordenadamente…

Tantas cores e variedades de movimentos,

Começo a ficar aluado, perturba a mente…

Mas são nesses majestosos momentos,

Que as borboletas ajudam-lhe…

A encontrar um sentimento, assim…

Você descobre que ama alguém…

Borboletas aparecem em momentos…

E te trazem novos sentimentos…

Borboletas, os cupidos do jardim.

6 de dezembro de 2007

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: